Previsões para o Grammy 2015 – o que pensar após 30 de setembro?

O período de eligibilidade para quem deseja levar o seu gramofone pra casa em 2015 se encerrou no dia 30, e desde a última vez em que falei sobre previsões de Grammy aqui no Blog (no já distante 10 de julho) muita água correu por baixo da ponte da música pop – como Taylor Swift e seu primeiro álbum puramente pop, Jessie J saindo do flop e prováveis one hit wonders hitando (MAGIC! e Meghan Trainor que o digam). Além disso, eu não considerei outros fatores que estavam rondando os prováveis indicados ao Grammy e que podem mudar completamente as possibilidades de indicação e/ou vitória.

Por isso, o post de hoje vai tratar das novas possibilidades, já incluindo nessa equação as previsões que tinha feito em julho, no pop field, onde se concentram a maioria das minhas análises.

Quer saber mais? Clique em “continuar lendo”!

Continuar lendo

Jessie J não veio pra brincar com “Burnin’ Up”

Cover Jessie J Burnin' Up featuring 2 ChainsJessie J continua os trabalhos de apresentação de seu terceiro álbum, “Sweet Talker”. E parece que a cantora está finalmente encontrando seu lugar no pop com o segundo single do CD, “Burnin’ Up”. Com featuring do rapper 2 Chains e produção do “homem do ano” Max Martin, a faixa é um batidão pop/R&B bem quebração feito pra hitar worldwide – com a mesma base de “Bang Bang”: jeitinho de pop britânico, mas com um pé nos Estados Unidos.

A faixa tem uma coisa meio oriental que é deliciosa, com essa pegada R&B um pouquinho urban, e com uma pegada mais atual que o clima vintage 60’s do lead single. Os versos são simples e diretos, bem sensuais, com direito até a respiração ofegante da Jessie J nos versos. O o pré-refrão promete algo intrigante, mas mesmo que entregue muito mais um refrão bem agudo e meio processado, “I’m burnin’ up / come put me out / put put me out” é um desses momentos divertidos e viciantes que vão fazer a música bombar nos celulares e perfis do Spotify da vida. O vocal da Jessie está bem menos irritante, e aparentemente a cantora anda controlando o poderio da própria voz. Nada como um produtor experiente e calejado de pop music pra fazer milagres na vida de uma artista.

O featuring do 2 Chainz na música não ficou bem encaixado, e eu suspeito que a música sobreviveria bem sem o rapper na música.

Por fim, “Burnin’ Up” é inferior a “Bang Bang” e a explosão girl power da faixa, mas consegue manter a consistência de faixas divertidas e pra cima que parecem ser o direcionamento do novo álbum da britânica. Mas o principal é que a música tem a cara da Jessie, que me parece ter uma personalidade divertida e vibrante – e isso sempre foi um problema nos trabalhos anteriores da moça, que careciam de identidade ou no mínimo de algo diferenciado na popsfera. Com esses singles, podemos esperar grandes coisas para Jessie J no segundo semestre de 2014.

E você, o que achou de “Burnin’ Up”?

BUNDAS Jennifer Lopez feat. Iggy Azalea “Booty” (Remix) BUNDAS

Jennifer Lopez Booty VideoApós a overdose de bundas e twerking nervoso de Nicki Minaj em “Anaconda”, Jennifer Lopez retoma os trabalhos do seu álbum “A.K.A.” com a faixa “Booty”. A faixa original tem o seu parceiro de uma vida inteira Pitbull, mas a gravadora, percebendo o potencial da faixa urban com influências orientais para fazer um barulho nos charts, trocou o featuring da música para uma das it-girls do ano, Iggy Azalea, com quem todos querem ter um feat. agora. Além disso, a união entre J-Lo – famosa pelo bumbum proeminente – com a australiana, conhecida por ter um derrière pronunciado, acaba fazendo da música (e do clipe) algo para ser visto e ouvido.

Pois bem, hoje foi lançado o clipe de “Booty”, com direito a muitas bundas – evidentemente – closes quase ginecológicos e muita pegação sutil entre as artistas, além de corpos molhados, suados e melados. O minimalismo do vídeo (em poucos cenários, paleta com poucas cores vivas) é cortesia também do diretor Hype Williams, conhecido pelos clipes para os artistas de urban e hip hop, que andou meio sumido da cena, e apesar de alguns takes meio ruins (leia-se amadores) do rosto da Jennifer Lopez, parece ter voltado à velha forma.

Por fim, o vídeo é bacana e vale para ver o enc$ntr$ entre J-Lo e Iggy, mas no duelo de bundas, a diversão trash e colorida da Nicki Minaj venceu de goleada. “Booty” até foi feito pra viralizar, vide os nomes envolvidos, mas após “Anaconda”, o vídeo soa datado e redutivo (by Madonna), mesmo que a música tenha sido lançada antes da faixa da Onika.

E você, o que achou do vídeo?

Design de um top 10 [8] Vamos falar de autoestima, recordes e afins

Banner-Design-de-um-Top-10

O “Design de um Top 10” está de volta com um panorama do top 10 da Billboard, que deu uma bela mexida desde a última vez que postamos este banner no blog. Novos lançamentos, o Video Music Awards e fenômenos do verão chegaram para bagunçar o coreto de um dos verões americanos mais disputados dos últimos anos. Um verão feminino e diverso, que tem espaço para pop, R&B, hip hop e muito girl power! Apesar de “Rude” ter hitado horrores, você vai se lembrar, lá no final do ano através das clássicas retrospectivas musicais, de Iggy Azalea, Ariana Grande, Nicki Minaj, Jessie J, a Taylor Swift e o hit que termina os trabalhos da estação, “All About That Bass”.

A música da graciosa Meghan Trainor demorou, demorou, mas alcançou o topo, que estava há duas semanas com T-Swift, e agora o céu é o limite para a jovem, que já coleciona sucesso e polêmicas com seu primeiro single.

Antes da gente falar dos destaques deste top 10, vamos ver quem está nas primeiras posições da parada mais disputada do mundo…

 Top 10 Billboard Hot 100 (10/09/2014)

1. Meghan Trainor “All About That Bass”

2. Taylor Swift “Shake It Off”

3. Nicki Minaj “Anaconda”

4. Jessie J, Ariana Grande & Nicki Minaj “Bang Bang”

5. Iggy Azalea feat Rita Ora “Black Widow”

6. Sam Smith “Stay With Me”

7. MAGIC! “Rude”

8. Ariana Grande feat. Zedd “Break Free”

9. Maroon 5 “Maps”

10. Sia “Chandelier”

Meghan TrainorJá era esperado que, mais cedo ou mais tarde, Meghan Trainor conseguiria o seu #1 com “All About That Bass”, principalmente porque a música era #1 no iTunes e vinha subindo com força nas rádios. Mas o furacão Taylor Swift apareceu de surpresa com o lead-single “Shake It Off” e estreou em primeiro no Hot 100, frustrando momentaneamente as chances da loirinha em conseguir o topo. No entanto, a música de autoestima (que causou polêmica por, aparentemente, ofender as mais magras) logo retornou ao primeiro no iTunes, continuando sua trajetória de hit e destronando Swift no processo. A música merece – é divertida, tem jeitinho retrô e letra esperta – mas continuo sentindo cheirinho de “one hit wonder” vindo da Meghan Trainor. Espero que esteja enganada.

Já Taylor Swift não precisa se preocupar. Afinal de contas, a moça já fez história: com sua estreia na Billboard Hot 100 em Taylor Swiftprimeiro, “Shake It Off” entrou em uma seleta lista: está entre as 22 canções que debutaram em primeiro na Bill; além de ser até o momento o single com as melhores vendas de lançamento de 2014 e o quarto maior debut digital de todos os tempos, atrás apenas de Flo Rida com “Right Round” (2009), dela mesma com “We Are Never Ever Getting Back Together” (2012) e de sua ex-melhor amiga Katy Perry, na estreia de “Roar” (2013). Como a música tem apenas três semanas no chart, ainda tem muita lenha pra queimar, além de uma série de apresentações nos programas de TV americanos e alguma outra premiação de vulto (o American Music Awards é quando mesmo?). A Taylor Swift domination, agora puramente pop, chegou.

???????????E Nicki Minaj conseguiu mais uma vez! Agora com a viral “Anaconda”, que estourou de vez após o clipe divertidíssimo (com o plus da apresentação rápida no VMA), a rapper se manteve na terceira posição por mais uma semana. Apesar da queda de uma posição (o peak da música foi em segundo lugar), o sucesso de Onika Maraj mostra que o público quer a Minaj trash e bem humorada, não a Minaj pensativa e pedante de “Pills N Potions”. Ou seja, o povo quer dançar! Esperando que o “The Pink Print” venha cheio de batidões pra dançar até de manhã!

Lembrando ainda que Minaj tem outra música no top 10, a incansável “Bang Bang” (em que Jessie J é a artista principal, com o apoio de Ariana Grande como uma das featurings), com o selo hit de qualidade, mesmo após a apresentação fraca no Video Music Awards.

E você, gostou do novo #1 na Billboard? Deixe sua opinião na caixa de comentários!